Author Archive Rodrigo Banqueri

Visagismo no mundo da Moda - estilo pessoal

VISAGISMO no mundo da MODA !!!

 complexo mundo da Moda, movimenta universalmente todas as criações e a unificação das referências culturais. Lançando suas tendências a favorecer os direcionamentos de todos os contextos atuais, referentes à vestimenta e imagem. Com a conceitualização de diversos formadores de opiniões. Nas passarelas, o que impressionam os admiradores da moda são as leituras visuais, que oferecem ricas informações. Combinações de materiais, design e cores inseridas, no cenário, nas roupas, nos acessórios, cabelo e maquiagem. Dão as referências para construí-las. Extraídas das estações climáticas do ano e das etnias mundiais, por exemplo. Estas misturas que dão toda a composição material, para serem adaptados na imagem pessoal. O Visagismo no mundo da moda vem para complementar.

O profissional Visagista é o especialista que adequá a imagem pessoal através do Rosto. O principal objetivo é elevar a autoestima das pessoas. Pela valorização da sua imagem estética, tendo como ponto de partida o Rosto. Através de projetos individuais, o Visagista favorece o estilo pessoal, através da identidade cromática, no equilíbrio nas proporções físicas.  A otimização da imagem profissional, adequando o cliente visualmente, sendo este o grande benefício do Visagismo no mundo da moda . O Visagista expõe o rosto, como o elemento de maior impacto na imagem. Mais um referencial para o Visagismo no mundo da Moda.

O Rosto é a identidade visual de todas as pessoas. É através dele que se reconhece uma pessoa, sendo único em cada ser humano. O rosto vem acompanhado de elementos que constitui suas partes, cada qual com a sua forma e proporções. O rosto não anda sozinho, vem acompanhado da silhueta e membros, que fazem parte também da imagem.
O Visagista desenvolve projetos, que direcionam as etapas para a adequação da Imagem estética, conforme as necessidades do seu cliente. Equilibrando as proporções físicas. O Visagista é um arquiteto da beleza humana, proporcionando aos seus clientes, estruturas para uma imagem funcional. Às necessidades de seus relacionamentos com o mundo profissional, social e privado.

CONCEITO DO VISAGISMO

Compreendendo que a beleza é subjetiva, encontrada em todas as coisas, consideradas harmônicas. Como nas arquiteturas e até nas notas musicais, a beleza pode ser desenvolvida. A Imagem Pessoal tem suas expressões, onde encontramos pessoas com aparência, das mais delicadas aos mais rudes. Do misterioso ao acessível, por leitura visual.  

Nos conceitos inseridos na Moda, a imagem pode ser personificada ou harmonizada. Através dos seus materiais e design, transpondo essências intencionais, pelos conceitos inseridos do Visagismo no mundo da moda.
O Visagismo conceitua suas análises e projetos, não só na aparência da imagem. Mas também, no fator psicológico que é gerado nos outros e na própria pessoa. Causando boa impressão ao próximo e bem estar no indivíduo. O estudo é aprofundado na psicologia, geometria, antropologia, fisiognomonia e arte, nos seus princípios e fundamentos. Através dessa interdisciplinaridade, o ser humano será avaliado em diversos parâmetros pessoais. Dando subsídios para o profissional Visagista personalizar a imagem pessoal.

O Visagista

O Consultor Visagista será o profissional que terá condições de fazer a leitura inicial do seu cliente. Descobrindo necessidades e desejos, indicando em seus projetos. As etapas a serem seguidas para os demais profissionais especialistas em imagem estética. Facilitando a todos trabalhar em conjunto, indo na mesma direção em um projeto. Desde a correção nas assimetrias e proporções físicas, até nos pequenos detalhes visuais. Que subliminarmente são coesos a personalidade de cada um, projetando um estilo pessoal visual.

O Visagista adequará a imagem do cliente, unindo a silhueta ao rosto. Assessorando ao dentista, cirurgião plástico e tricologista para as devidas correções. Ao personal stylist, hair stylist e maquiador para a questão estética visual, por exemplo. O Visagista junto aos outros profissionais fortalecerá o estilo pessoal do cliente. Sendo ele responsável pela leitura inconsciente das cores, formas e linhas inseridas na imagem da pessoal. Que darão harmonia em toda a imagem. O Visagista antenado nas tendências e novidades estéticas terá o máximo de alternativas para compor. O Estilo Pessoal correspondente à personalidade.

O Visagismo no mundo da Moda

O Mundo da Moda recicla suas tendências constantemente. O consumidor sem devido acompanhamento e sensibilidade, se perde na dimensão de tanta informação. Nos dias atuais, existe Personal para tudo.

O Visagismo monta a estrutura da imagem, a moda propõe qualidade estética.                                                                                                                                  

O Visagista trabalha a partir do rosto e personalidade, buscando o estilo pessoal e adequado ao cliente. Matematicamente. Desenvolve programas diversos, dos parciais aos mais completos, para a adequação da imagem. O Visagista trabalha encima das proporções físicas e identidade cromática, revelando a beleza natural.  Valorizando o belo de cada um.
A Moda e o Visagismo se integram, pois os dois se apropriam; cor, silhueta (estrutura físicas), caimento (proporções), textura. O Visagista se beneficia da onda de consumo e tendências gerados pela moda. Projetando coerentemente para o cliente todas as novidades lançadas, repaginando sempre a imagem dos seus clientes.

 

FONTE: http://nasegundaalucomeca.com/?p=419

web13-800x503

Valorização Facial

As referências do rosto que determinam a identidade visual das pessoas, individualizando uma das outras. A boa aparência traz vantagens competitivas para as pessoas em todas as situações.

Quando se tem intenções na imagem, a aceitação é maior. O rosto bem representado valoriza toda a comunicação, podendo ser caracterizado em busca de uma imagem intencional para atingir algum objetivo, ou ser harmonizado para potencializar ou suavizar traços da personalidade das pessoas, equilibrando a imagem com o comportamento.

Os Visagistas trabalham a imagem das pessoas a partir do rosto, harmonizando com o estilo pessoal, estrutura física e necessidades de suas vidas pessoais. Para adaptar a imagem das pessoas, existe um trabalho interdisciplinar, que é coordenado pelo projeto da Consultoria Visagista. No mercado existem Visagistas especialistas em diversas modalidades para serviços estéticos, como por exemplo, dentistas, esteticistas, cirurgiões plásticos, maquiadores, design de sobrancelhas, hair stylist, consultores visagistas entre outros profissionais.

Hoje temos muitos serviços para o embelezamento facial, desde serviços para a valorização visual do rosto até os serviços de cuidados estéticos para melhorar a qualidade da pele, como o antienvelhecimento, por exemplo.

Os compulsivos por beleza buscam todas as ofertas, muitas vezes não recomendas, tendo muitos efeitos colaterais indesejados e desnecessários, alterando o rosto e perdendo a identidade visual. Nem sempre as cirurgias são as melhores opções.

As pessoas têm necessidades específicas precisando de cuidados personalizados. Os serviços precisam ser em favor da recuperação fisiológica natural do organismo, hoje possível por equipamentos e produtos. O excesso de serviços cirúrgicos deixa a imagem facial artificial, não resolvendo a estrutura tecidual. Temos muitos serviços para revitaliza-lo, com alternativas de fortalecer os sistema das fibras colágenas e elastinas, produtos com apelos de tratamento e proteção, e, equipamentos para reparação celular.

A consultoria visagista proporciona um serviço personalizado, onde através de uma consultoria facial, o profissional conhece as proporções através das medidas, favorecendo os trabalhos de correções. Também obtém os detalhes das condições da pele, olheiras, identidade cromática, arcada dentária e todos os pontos a serem melhorados, como sobrancelhas, assimetria nos elementos faciais e valorização com os adornos próximos ao rosto.

Com um planejamento, os serviços são direcionados por etapas e o cliente entende o que realmente é preciso para melhorar a sua imagem, através de um dossiê. Os serviços propostos são direcionados para as reais necessidades, em um conhecimento profissional e atualizado que o Visagismo proporciona.
Os serviços para a valorização facial visual podem ser com adornos, técnicas estéticas e recursos artificiais. Compreendemos que o cabelo é a moldura do rosto, podendo ser utilizado como adorno natural, valorizando pele, olhos e formato de rosto. Correções faciais são muito utilizadas, corrigindo as assimetrias, atenuando sinais e redesenhando os traços faciais.

Para atingir a beleza e a qualidade estética, o projeto direciona os serviços ideais e necessários para a valorização facial, diminuindo gastos e potencializando a beleza facial, de uma forma interdisciplinar, envolve todos os profissionais da área da beleza e imagem pessoal.

Alguns serviços para a VALORIZAÇÃO FACIAL:

– Correção facial e maquiagem
– Cor e Corte para os cabelos
– Texturização de cabelo; alisar / cachear / modelar / frisar
– Tratamentos para o embelezamento e cuidados dos cabelos
– Limpeza e nutrição da pele
– Revitalização celular; melhora da qualidade e produção de colágeno e elastina
– Botox e preenchimento
– Intervenções cirúrgicas
– Desenvolvimento e harmonização de estilo
– Acessórios: óculos / colares / brincos / joias
– Embelezamento do olhar; design, coloração e alisamento para as sobrancelhas / alongamento, permanente e coloração para cílios / cuidados para as olheiras e sinais de expressão
– Design, manutenção e coloração para barbas
– Consultoria Facial Parcial, entre outros

FONTE: Coluna da Beleza – SITE HAIR BRASIL                                                                                                                                                                                                       http://www.hairbrasil.com/index.php

Revista yes frente

REVISTA YES – Evolução dos Corte

Matéria –EVOLUÇÃO DOS CORTES por Rodrigo Banqueri

Revista –REVISTA YES

Publicação – ANO 6 – Edição 28 – Maio 2015

PÁGINA: 12

Editora – Editora YES

290884_Papel-de-Parede-Rosto-Modelo_1920x1080

Visagismo para a Beleza Pessoal

O que é beleza? Ter uma boa imagem, necessariamente, deve estar vinculado a alguma tendência? E quando a maioria das pessoas não está enquadrada no que se convencionou chamar “padrão de beleza”?

rod

As tendências criam referencial de beleza. E, por ser amplamente divulgada acaba por se tornar o modelo do que é considerado bonito. Assim, a moda nasce com a mesma força de um cometa – por ter começo, meio e fim efêmeros. Característica que, do ponto de vista comercial é ótimo, pois sempre induz novas demandas.

Dentro deste contexto, existe ainda o componente interno: as pessoas têm expectativas em relação a sua imagem. E, algumas buscam ser reconhecidas pela autenticidade. No entanto, ela precisa ser coerente com as expectativas das pessoas e a realidade de suas características a fim de torná-las verdadeiras com sua identidade e satisfeitas.

A imagem também precisa ser projetada de acordo com as necessidades de cada um. É importante levar em conta pontos como proporções físicas e forma de expressar intenções que reflitam em ações em âmbitos como relacionamento pessoal, social e profissional. Ou seja, para estar bem consigo mesmo é essencial estar feliz sim com seu exterior, com sua beleza.

Além disso, nem todas as pessoas combinam com o que está proposto ou padronizado na moda. Afinal, padrão de beleza não combina com a diversidade dos atributos das pessoas. Por isso, nem todas as tendências harmonizam com as suas características físicas de todos. Por exemplo, a paleta de cores dos acessórios podem não combinar com a sua identidade cromática ou podem não ser proporcionais ao seu biótipo.

Também é preciso pensar na coerência do estilo visual da pessoa com a sua personalidade e estilo pessoal. A linguagem visual e todos os elementos envolvidos são uma forma de comunicação, sendo intencional ou projetada mesmo por intuição. A referência dos detalhes entre os artefatos inseridos na imagem deve caminhar com a imagem da pessoa e com a sua essência.

Neste contexto, o Visagismo saiu da esfera facial para percorrer diversos parâmetros que representam e posicionam uma pessoa. A técnica tem por objetivo dar a possibilidade de o profissional enxergar a pessoa de forma completa, analisá-la e propor qualidade na imagem por meio de diversos atributos estéticos que harmonizam com o indivíduo.

O Visagista cria predefinições antes de executar qualquer alteração ou adequação na imagem das pessoas. Primeiramente, conversa para com a pessoa para conhecer suas necessidades e desejos. E, como uma fórmula matemática, projeta as melhores opções para imagem do seu cliente, incluindo a profissão, idade, estrutura física e facial, ambiente e contexto do mesmo, para posicionar seu cliente de forma a ter uma imagem agradável e positiva.

Por isto, não é exagero falar que toda pessoa tem a sua beleza. Afinal, ela só precisa ser lapidada. Assim, o Visagismo favorece a busca desta harmonização.

Através do conceito, o trabalho é direcionado para cada pessoa, revelando seu verdadeiro estilo pessoal, modernizando a imagem. Aliando todos os subsídios que surgem nos recursos de beleza o profissional personaliza o trabalho para qualquer pessoa. Ninguém precisa seguir a moda de forma integral. O ideal é valorizar a qualidade visual, com bons cuidados estéticos, comportamentais e a elevação da autoestima.

FONTE: http://www.belevisage.com/#!Visagismo-para-a-Beleza-Pessoal/c1rfl/558a09b90cf2bba695356e30

2414

INTERDISCIPLINARIDADE NO VISAGISMO

Interdisciplinaridade no visagismo

O Visagismo ao longo do tempo criou linhas de pensamentos favoráveis a sua evolução. Iniciando pelo o rosto e percorrendo a esfera superficial da imagem e se aprofundando no interior das pessoas.
Entre os temas desse conceito temos o Estudo do Rosto, Comportamento Humano, Total Look, personalidades, Consultorias Visagistas, Visualismo, Adequação da Imagem Pessoal entre outros. Isso aconteceu graças a contribuição de estudo e desenvolvimento de diversos profissionais visionários.

Adequar uma imagem no conceito do Visagismo para se manter um equilíbrio estético é necessário a união do trabalho de diversos profissionais Visagistas, profissionais da área da beleza e áreas similares.
Temos no mercado Visagistas especializados em cabelo, outros em maquiagem e consultorias, por exemplo. Em profissões similares temos dentistas, personal stylist, cirurgiões plásticos entre outros. A conexão entre os profissionais é essencial para o desenvolvimento da imagem estética completa. Todos serão guiados por projetos Visagistas, executando suas especialidades conforme cada necessidade.

Muitos acham que só de fazer o curso de Visagismo terão condições de criar a personalização na imagem pessoal, não é tão simples assim. O conteúdo é complexo. Na imagem não temos só o rosto, mesmo que ele seja o fundamental elemento dos estudos do Visagismo, ele não anda sozinho, vem acompanhado com a estrutura física corporal e psicológica de cada pessoa.

A interdisciplinaridade é necessária no conhecimento do Visagista e para sua consultoria, ampliando o entendimento de vários parâmetros como social, pessoal, físico e psíquico de seu cliente. A interdisciplinaridade está também na elaboração da imagem com diversos outros profissionais, desenvolvendo juntos a harmonia estética. Cada um em sua especialidade.

A conexão entre os profissionais da área estética e beleza, cria a projeção funcional da BELEZA PLENA, formalizando o que chamamos de imagem funcional e adequação da imagem, buscando uma melhor apresentação pessoal para cada indivíduo, promovendo a sua individualidade e estilo pessoal próprio.

Quando nos referimos em interdisciplinaridade, estamos relacionando:

– Processo Dinâmico
– Processo Integrado
– Mudanças de Atitudes
– Áreas diferenciadas do conhecimento
– Tendência no Mundo Corporativo
– Conexão de segmentos profissionais.

Para relacionar todas as partituras elementares inseridas na imagem pessoal, buscando a harmonia estética, é necessário ter um direcionamento, um projeto funcional e assessorado. Cada profissional tem seu ponto de vista, muitas vezes não respeitando as necessidades e desejos dos seus clientes ou o ponto de vista de outros profissionais, tendo conflito entra as intenções.

A Consultoria Visagista formata a expressão e qualidade estética personalizada, com um cronograma de execução, correlacionando todos os profissionais da área da beleza, sendo um trabalho assertivo a cada particularidade e necessidade.

Não se faz adequação da imagem só com uma especialidade, nem tão pouco sem um planejamento. O profissional Visagista precisa ampliar seus conhecimentos e seus relacionamentos profissionais, posicionar para diferenciar seu trabalho e entender que ele é a conexão de todas as informações e conceitos da imagem pessoal, relacionando assim, com todos os subsídios que promovem a qualidade estética.

O Visagista que direciona cada processo e cada detalhe na imagem pessoal cria a personalização e equilíbrio estético, trabalhando em conjunto com diversos profissionais.

FONTE: www.hairbrasil.com.br

images

VISAGISMO – Temperamentos e suas considerações.

O Visagismo evoluiu como qualquer atividade complementar de um segmento, como por exemplo, a Dermatologia, que hoje é uma ramificação da medicina. O Visagismo é a mais nova profissão inserida no universo da beleza, propondo possibilidades e técnicas para os profissionais adequarem a Imagem Pessoal de seus clientes, através da união de conceitos de várias profissões e estudos que estão relacionados à estética.

Um dos estudos do Visagismo, que está fundamentando este conceito é o dos TEMPERAMENTOS HUMANOS, muito bem desenvolvidos pelos psicólogos e teólogos, entre outras áreas relacionadas ao comportamento humano. Por ser um assunto complexo e profundo, está criando questões nas discussões em relação a sua utilização, no âmbito Visagismo.

Não é tão simples falar sobre esse tipo de assunto, ainda mais quando falamos de uma pessoa especifica. As pessoas têm suas particularidades em suas culturas, experiências e estilos de vida, crenças e carga genética, que são influenciados pelo meio ambientes. As pessoas têm seus comportamentos perante a cada situação, refletindo na forma de agir.

Foram classificados conjuntos de comportamentos em comum, de forma a facilitar as análises investigativas, compreendendo a natureza comportamental do homem através dos seus humores. Essas classificações já ganharam grandes proporções, sendo em cada área utilizada a potencializar a compreensão do ser analisado, buscando informações inerentes a pessoa, que servirá de plataforma de apoio no trabalho de cada segmento. No Visagismo este conhecimento possibilita o profissional fazer a leitura do seu cliente, fortalecendo a relação profissional/cliente.

O conceito dos Temperamentos Humanos é utilizado na formação de outras classificações, que juntos, ampliam para outras referências individuais. Uma pessoa tem muitas relevâncias internas, que conduzem os seus estímulos. Muitos procuram conhecer a personalidade das pessoas, pois esta é a forma mais fácil de lidar com elas e entender muito dos seus desejos, ideais, reflexos e qualidades pessoais. Essas informações são essenciais ao Visagismo, pois é daí que se têm subsídios para compor o resultado de um trabalho personalizado.

As informações dessas classificações propõe ao profissional ter um direcionamento, que indicam características físicas, psicológicas, emocionais e comportamentais, para comparar com as demais informações, que foram surgindo através das outras pesquisas. As informações vão se unindo, e o profissional tem que ter a sensibilidade e conhecimentos para extrair o máximo dessa pessoa.

Os Temperamentos Humanos estão sendo utilizados como base para desenvolver os trabalhos do Visagismo, por ter estudos que trabalham encima das estruturas físicas e o modo de se comportar. Estes estudos são apresentados por classificações ao longo dos anos, por diversas civilizações. Os estudos não tem base científica, mas seus adeptos utilizam por muitas referências serem compatíveis com as classificações. Apropriar-se apenas da leitura dos temperamentos, sendo uma análise fixa, para classificar as pessoas, pode trazer conflitos pela diversidade de atributos particulares e individuais. Precisa-se formatar a sua utilização no Visagismo, pois estes detalhes não podem ser o ponto focal  e apenas de nossa análise.

O profissional precisa de amplo conhecimento, para executar uma consultoria Visagista, pois trabalhamos com pessoas existentes, com uma bagagem de vida, que é moldada pelas próprias experiências, entre outras diversas situações.

No meu ponto de vista, passar para os clientes detalhes dos temperamentos podem causar problemas com eles, no caso se utilizar como pré-julgamento e único. Hoje, vê-se muito falar, no tipo de corte de cabelo “Y” para o temperamento “X”, como uma forma padronizada. Os temperamentos na evolução do Visagismo tomaram algumas proporções fora da proposta inicial dos estudos, criando linhas de pensamentos. Os temperamentos facilitará o profissional a desenvolver uma melhor comunicação com o seu cliente, encontrará detalhes coerentes que fortalecerá sua imagem pessoal, atenuando, intensificando, caracterizando, suavizando ou harmonizando características visuais que compõe a imagem pessoal.

Tudo combina com todos. A ideia é valorizar a imagem pelo equilíbrio físico e revelar através da imagem o estilo pessoal, com detalhes que condiz com as mesmas sensações que a personalidade remete, dando coerência no que se ver, e no que a pessoa é. As alternativas disponíveis para compor a imagem pessoal são modeláveis, possibilitando o desenvolvimento de imagens funcionais e personalizada, para atingir determinadas intenções. Conhecendo as informações dos temperamentos, pode-se utilizar, de modo a ter mais alternativas para o desenvolvimento da adequação da Imagem.

FONTE: www.hairbrasil.com – COLUNA DA BELEZA

1684890s

A IMPORTÂNCIA DA BOA IMAGEM

Imagem é tudo que representa visualmente algo, sendo classificado em bom ou ruim. Uma boa imagem deixa tudo bem apresentável, criando um bom posicionamento pessoal.

Uma boa imagem é composta por comportamentos, hábitos, postura, ética, conhecimentos, habilidades e competências.

Pode se considerar o maior comportamento humano nos últimos anos, as pessoas sabem que para ter uma boa aceitação, é importante estarem bem apresentáveis e preparadas. As pessoas estão loucamente atrás de qualquer procedimento que melhore suas imagens, mesmo que tenham que colocar suas vidas em riscos.

Estudos dos comportamentos humanos indicam que a primeira impressão se baseia em 55% postura corporal (fisionomia gestual, olhar e etc.), 38% em sinais para linguísticos (entonação de voz, ritmo, pontuação e gírias) e 7% são da propriedade intelectual (fala), isso mostra que o ser humano é mais julgado pelo os outros por sua aparência, isso acontece pelo inconsciente, menos de 10 segundos sem precisar de nenhuma palavra, classificando-o em classe social, personalidade, profissão, estilo e etc.

Tudo está evoluindo muito rápido, isso torna o mundo competitivo em todos os aspectos. Uma boa estratégia para estar bem posicionado, como ter um bom emprego, uma boa aceitação em grupos, e ser admirado, é investir na imagem pessoal. Também conta à autoestima que melhora, e a autoconfiança que ajuda no dia a dia.

A imagem pessoal não é só composta por roupas, sapatos, bolsas, joias e etc., mas também por uma boa postura, atitude e expressão.

Para melhorar a imagem, é importante mudar a forma de pensar para haver um encontro da imagem externa, com a imagem interna, promovendo um maior conforto para a pessoa, sempre pensando em quem vai estar observando, pois o espectador, tira suas conclusões, reagindo de forma inconsciente, podendo agradar  ou não.

A imagem adequada harmoniza o contexto, beneficiando a profissão, a vida social, a vida amorosa e autoestima. Pensando dessa forma, não haverá descontentamento. Nossa imagem diz quem somos, contando os pequenos detalhes , como ser cuidadosa, romântica, charmosa e por ai em diante. A imagem reflete beleza quando organismo esta em perfeito equilíbrio, a saúde reflete em bem estar, e bem estar reflete beleza, sendo um conjunto de benefícios.

 Maria Eduarda Campagna e Rodrigo Banqueri

FONTE: www.redevisagismo.com.br

Linda-paisagem-com-barquinhos

CONSULTORIA DE IMAGEM

Consultoria é uma função de reconhecimento de algo que será trabalhado em busca do melhor para aquela determinada pessoa, juntando todas as informações possíveis, referentes ao desenvolvimento do desejo esperado. Somando todos os aspectos e criando uma solução coerente.

A consultoria de imagem pessoal segue o mesmo percurso de qualquer outra. Primeiro o reconhecimento da vida pessoal, depois a busca de artigos que serão necessários para criação e formação da imagem adequada.

A vida pessoal é dividida em vários segmentos, uma pessoa tem diversas atividades durante o mesmo dia, dos tipos realizar suas necessidades cotidianas, trabalho, cuidar dos filhos, cuidar da casa, cursos de aperfeiçoamento, compras, realizações sociais e inúmeras particularidades. Para todas essas atividades, a presença pessoal esta incluída, tendo que ser além de bem apresentada, ser funcional. Quando qualquer pessoa que vai se arrumar, pensa em fatores que beneficiarão sua imagem e seu conforto. Adequação a determinado ambiente, peças de panos mais suaves, cores que combinarão acessórios a ser usado, estilo a combinar e etc. Tudo isso vira uma grande dúvida na cabeça de qualquer uma, ainda mais quem não tem afinidade nenhuma com a moda.

A consultoria visagista revela as necessidades, os pontos fracos, o que precisa ser melhorado na imagem, direcionando o visagista, e não fica restrito só a essa informação, também conta seus anseios, personalidade, posição social e tudo relativo à sua vida pessoal.

No desenvolvimento da nova imagem, atributos referentes à beleza são fundamentais, principalmente o conhecimento sobre técnicas, produtos, moda, proporção física, harmonização de cores e texturas, somando um por um até obter um resultado, que será registrado separadamente em fichas técnicas.

Essas fichas técnicas serão entregues para os profissionais especializados, devido a sua função para finalizar as sua etapa. Um profissional dentista pode ser requisitado se houver necessidade, como também um cirurgião plástico, esteticista, nutricionista, fisioterapeuta (no caso de um tratamento de RPG ) e por ai em diante.O que for necessário para atingir o máximo de perfeição para obter a beleza plena,que será o objetivo de todos os envolvidos na execução da imagem.

A consultoria minimiza erros, gastos e descontentamento ,criando uma satisfação e levantando à auto estima ,valorizando a imagem. Essa magia se dá pelo comprometimento do visagista, que tem todo o conhecimento da adequação da imagem. Como o mundo da beleza esta crescendo, são muitas informações  para que possa fazer parte da beleza das mulheres e homens de todas as idades.

O Visagista reúne todos esses conhecimentos, adaptando a cada cliente, trazendo todas as novidades e benefícios da área da beleza e saúde.

A imagem para ser funcional, tem que vim de dentro, para isso o cliente vai ter que ter o conhecimento de si próprio e de como se comportar com a sua nova imagem.

Para facilitar o dia a dia da cliente, será construído um dossiê, onde terá todas as informações do processo que será entregue a cliente.

Maria Eduarda Campagna e Rodrigo Banqueri

 

FONTE: www.redevisagismo.com.br

images (2)

BELEZA PLENA

Os gregos definiram um padrão de beleza, que vem sendo estudados há anos, mas bem antes já existem registros de que civilizações preocupavam-se com a apresentação pessoal, sempre buscando embelezar as imagens. Na época do Egito, sua população já desenvolvia rituais de beleza, que foi  responsável por disseminar para todas as épocas e culturas. Por volta do século VI A.C, os gregos usaram a matemática e a ciência, sendo os primeiros a buscar formas de representar a imagem personalizada, enfraquecendo a imagem simbólica imposta pelos egípcios.

A beleza plena é um estado de plenitude, tanto físico, mental e emocional. Proporcionando autoestima e trazendo a beleza de dentro para fora.

Esse padrão não foi construído aleatoriamente, eles estudavam as proporções, e observaram que tanto na face, como no corpo, partes diferentes do corpo tem o mesmo tamanho, que em algumas pessoas tinham pequenas diferenças em algumas das partes. E com isso desequilibrando a imagem, que pode ser arrumada com técnicas de harmonização, utilizando roupas, maquiagens e adornos para poderem ajustar suas imagens com a do ideal de beleza, e assim trazer a todos a harmonização, sem perder suas características genéticas e particularidades. A forma de atingir a imagem adequada foi fundamentada cientificamente,  definindo o padrão de beleza plena.

Com a habilidade de desenvolver esculturas para demonstrar a figura humana, os gregos acabaram definindo um padrão de beleza: retratos de pessoas musculosas, rostos belos com as proporções simétricas, foi o alvo das novas culturas. Nem todos nascem com as proporções exatas, mas com o conhecimento de harmonização, todos podem ajustar-se com ajuda de ações que favorece os pontos fracos para melhorarem; exercícios físicos, estilo de vida saudável, vestimentas e etc.Tudo isso ajuda a fortalecer essa imagem.

Ao longo do tempo os estudos foram aprofundados, foram abrindo várias novas técnicas e formas de buscar informações, extraindo do interno; como personalidade, estilo, cultura, preferências, e sendo muito validos, por  trabalhar a pessoa individualmente. Esse conceito tem uma associação de conhecimentos, todos com fundamentos científicos: a linguagem visual, a psicologia, a ciência cognitiva e a antropologia.

O visagista tem todo esse conhecimento, construindo uma imagem que busca esse equilíbrio estético, remetendo significados subliminares, para reafirmar alguma intenção, valorizando pontos fracos e intensificando pontos fortes, e levando essa imagem para o contexto destinado.

A beleza vem de dentro, ela é um reflexo da vida bem equilibrada, certas ações só dependem da própria pessoa, que fará sempre o melhor pra si mesma; ter uma boa alimentação, fazer exercícios físicos, cuidar da saúde mental, tudo isso são práticas que mesmo tendo pessoas para oferecer informações, a ação só vai depender da dedicação da pessoa. Quando a pessoa esta preparada, tanto psicologicamente, quanto fisicamente, ajudará a pessoa  receber o que a área da beleza tem pra oferecer de melhor.

O visagismo vem sendo um novo conceito, pois quando se cria uma imagem com vários estilos, o profissional tem que ter o total conhecimento da vida da sua cliente, para poder conferir a imagem que ela tem de si, junto com seus ideais. Essa imagem tem que ser paralela com a imagem criada, a qual representará sua pessoa no seu dia a dia, e facilitando a cliente arrumar-se, fortalecendo sua imagem externa com a interna.

Beleza plena define-se em uma beleza de dento pra fora, onde o organismo tem que estar bem saudável, tanto físico, emocional e mental, todos esses atributos estão relacionados ao favorecimento da beleza.

Maria Eduarda Campagna e Rodrigo Banqueri

FONTE: www.redevisagismo.com.br

Unusual-10

PROPORÇÃO ÁUREA

A proporção áurea, número de ouro, número áureo ou proporção de ouro é uma constante real algébrica irracional denotada pela letra grega (PHI), em homenagem ao escultor Phideas (Fídias), que a teria utilizado para conceber o Parthenon.

Desde a Antiguidade, a proporção áurea é empregada na arte. É frequente a sua utilização em pinturas renascentistas, como as do mestre Giotto. Este número está envolvido com a natureza do crescimento.

O homem sempre tentou alcançar a perfeição, seja nas pinturas, seja nos projetos arquitetônicos, seja até mesmo na música.

A proporção áurea foi muito usada na arte, em obras como O Nascimento de Vênus, quadro de Botticelli, em que Afrodite está na proporção áurea. Essa proporção estaria ali aplicada pelo motivo de o autor representar a perfeição da beleza.

Na história da arte renascentista, a perfeição da beleza em quadros foi bastante explorada com base nessa constante. Vários pintores e escultores lançaram mão das possibilidades que a proporção lhes dava para retratar a realidade com mais perfeição.

A razão áurea tem sido motivo de estudo desde os mais remotos tempos. Ela representa a mais agradável proporção entre dois segmentos ou duas medidas.

Há muito se identificou essa proporção como sendo equivalente a 1.618 e convencionou-se identificá-la por Phi, encontrado matematicamente através de deduções algébricas ou geométricas. O número Phi aparece com uma constância notável na natureza.

Phi é o número que expressa segundo nossos conceitos de beleza, a mais perfeita relação de harmonia já conseguida pelas mãos humanas.

Uma aplicação prática do número Phi, está presente em nosso corpo, se inscrevermos o corpo humano num retângulo, a linha umbilical divide o corpo em média e extrema razão assim como a distância que vai do queixo até a testa em relação aos olhos até o mesmo ponto, que é igual à Phi.

A matemática detém um valor formativo, que ajuda a estruturar o pensamento e o raciocínio dedutivo, porém desempenha um papel instrumental, pois é uma ferramenta que serve para a vida cotidiana e para muitas tarefas específicas em quase todas as atividades humanas, para isso, habilidade como selecionar informações obtidas e, a partir disso tomar decisões exigirão linguagem, procedimentos e formas de pensar matemáticos, que são desenvolvidos ao longo do ensino médio. Numa visão mais especifica voltada para geometria, as habilidades de visualização, argumentação, lógica e de aplicação na busca de soluções para problemas, podem ser desenvolvidas como um trabalho adequado à geometria, para usar formas e propriedade geométricas na representação e visualização de partes do mundo em que ele vive.

Essas competências são importantes na compreensão e ampliação da percepção de espaço e construção de modelos para interpretar questões da matemática e de outras áreas do conhecimento. Ainda hoje  se faz presente nos estudos e desenvolvimentos de novos produtos, que comumente seguem a razão áurea para que sejam visualmente atrativos.

Torna-se difícil, no entanto, separar a procura por relações com as divindades, iniciadas pelos gregos, com relações matemáticas concretas. Em muitas situações ficamos sem uma resposta clara para perguntas sobre o surgimento da relação áurea em alguns elementos.

Ela aparece por ser realmente importante ou é apenas uma coincidência forçada pelo homem. Tem um valor que nos acompanha com tanta constância, desde nossos primórdios, tem suas importâncias e relevâncias.

Maria Eduarda Campagna e Rodrigo Banqueri

FONTE: www.redevisagismo.com.br