Visagismo – influências e definição

Visagismo – influências e definição

O conceito de Visagismo desenvolveu-se no início do século XX, pelo então maquiador Fernand Aubry, que juntamente com outros artistas, arquitetos e pensadores cursaram a escola “Bauhaus”, considerada um marco no desenvolvimento do design moderno.

Com o conhecimento de luz e sombra, Aubry desenvolveu a técnica de correção do rosto, redesenhando as formas para atingir a “beleza ideal”. Criou então o Visagismo, que deriva da palavra “Visage” – em Francês significa rosto.

Visagismo é um conceito na área da beleza. Cria estilos personalizados para as pessoas, harmonizando estética, ambiente e personalidade com um estilo único. O estilo é composto através da harmonia entre rosto, cabelo e indumentária.

Uma consultoria Visagista tem início coletando a maior quantidade de informação sobre a pessoa, seus hábitos, medos, preferências, desejos, para então desenvolver um estilo que se adapte à personalidade e ao meio social em que transita. O Visagismo é por excelência Personalíssimo.

Influências

Para falar sobre Visagismo, temos que nos reportar ao surgimento do que conhecemos hoje como arte. Os antigos gregos definiram o padrão da “beleza ideal”, retratando-o nas suas esculturas, através da proporcionalidade do corpo.

Em suas expedições pelo mundo, acumularam cultura trazendo para o ocidente as técnicas da arte oriental, que mais tarde influenciaram a arte renascentista na pintura, escultura e arquitetura.

Os Renascentistas desenvolveram padrões de beleza fundamentados não apenas nas proporções, mas também nas estruturas e na matemática, criando um ideal de beleza, que ficou conhecido como “beleza plena”.

Atualidade

O Visagismo hoje é multifatorial, não está restrito ao rosto, estende-se ao conjunto da identidade pessoal, roupas, acessórios, técnicas de maquiagem e penteados são fundamentais para compor a imagem.

Hoje, a imagem pessoal é muito importante, tanto no âmbito da vida social como profissional. A imagem é imprescindível para nos posicionar adequadamente no meio social, muitas vezes não conseguimos atingir nossos objetivos por não transmitirmos a imagem certa. Esta pode ser a diferença entre sucesso e fracasso.

O conceito não se restringe só ao estético, partindo para o emocional e íntimo, revelando a pessoa como realmente ela é. Extrair dela sua personalidade para encontrar o seu Estilo Pessoal, deixando-a verdadeira e confiante de si mesmo, melhorando sua autoestima e valorização pessoal.

FONTE: www.hairbrasil.com

Rodrigo Banqueri

Visagista/Hair Stylist. Graduado pela Anhembi Morumbi-Visagismo e Terapia Capilar - Pós Graduado pela Oswaldo Cruz-Tricologia Cosmética - SENAC-Hair Stylist .

Leave a Reply