VISAGISMO – Temperamentos e suas considerações.

images

VISAGISMO – Temperamentos e suas considerações.

O Visagismo evoluiu como qualquer atividade complementar de um segmento, como por exemplo, a Dermatologia, que hoje é uma ramificação da medicina. O Visagismo é a mais nova profissão inserida no universo da beleza, propondo possibilidades e técnicas para os profissionais adequarem a Imagem Pessoal de seus clientes, através da união de conceitos de várias profissões e estudos que estão relacionados à estética.

Um dos estudos do Visagismo, que está fundamentando este conceito é o dos TEMPERAMENTOS HUMANOS, muito bem desenvolvidos pelos psicólogos e teólogos, entre outras áreas relacionadas ao comportamento humano. Por ser um assunto complexo e profundo, está criando questões nas discussões em relação a sua utilização, no âmbito Visagismo.

Não é tão simples falar sobre esse tipo de assunto, ainda mais quando falamos de uma pessoa especifica. As pessoas têm suas particularidades em suas culturas, experiências e estilos de vida, crenças e carga genética, que são influenciados pelo meio ambientes. As pessoas têm seus comportamentos perante a cada situação, refletindo na forma de agir.

Foram classificados conjuntos de comportamentos em comum, de forma a facilitar as análises investigativas, compreendendo a natureza comportamental do homem através dos seus humores. Essas classificações já ganharam grandes proporções, sendo em cada área utilizada a potencializar a compreensão do ser analisado, buscando informações inerentes a pessoa, que servirá de plataforma de apoio no trabalho de cada segmento. No Visagismo este conhecimento possibilita o profissional fazer a leitura do seu cliente, fortalecendo a relação profissional/cliente.

O conceito dos Temperamentos Humanos é utilizado na formação de outras classificações, que juntos, ampliam para outras referências individuais. Uma pessoa tem muitas relevâncias internas, que conduzem os seus estímulos. Muitos procuram conhecer a personalidade das pessoas, pois esta é a forma mais fácil de lidar com elas e entender muito dos seus desejos, ideais, reflexos e qualidades pessoais. Essas informações são essenciais ao Visagismo, pois é daí que se têm subsídios para compor o resultado de um trabalho personalizado.

As informações dessas classificações propõe ao profissional ter um direcionamento, que indicam características físicas, psicológicas, emocionais e comportamentais, para comparar com as demais informações, que foram surgindo através das outras pesquisas. As informações vão se unindo, e o profissional tem que ter a sensibilidade e conhecimentos para extrair o máximo dessa pessoa.

Os Temperamentos Humanos estão sendo utilizados como base para desenvolver os trabalhos do Visagismo, por ter estudos que trabalham encima das estruturas físicas e o modo de se comportar. Estes estudos são apresentados por classificações ao longo dos anos, por diversas civilizações. Os estudos não tem base científica, mas seus adeptos utilizam por muitas referências serem compatíveis com as classificações. Apropriar-se apenas da leitura dos temperamentos, sendo uma análise fixa, para classificar as pessoas, pode trazer conflitos pela diversidade de atributos particulares e individuais. Precisa-se formatar a sua utilização no Visagismo, pois estes detalhes não podem ser o ponto focal  e apenas de nossa análise.

O profissional precisa de amplo conhecimento, para executar uma consultoria Visagista, pois trabalhamos com pessoas existentes, com uma bagagem de vida, que é moldada pelas próprias experiências, entre outras diversas situações.

No meu ponto de vista, passar para os clientes detalhes dos temperamentos podem causar problemas com eles, no caso se utilizar como pré-julgamento e único. Hoje, vê-se muito falar, no tipo de corte de cabelo “Y” para o temperamento “X”, como uma forma padronizada. Os temperamentos na evolução do Visagismo tomaram algumas proporções fora da proposta inicial dos estudos, criando linhas de pensamentos. Os temperamentos facilitará o profissional a desenvolver uma melhor comunicação com o seu cliente, encontrará detalhes coerentes que fortalecerá sua imagem pessoal, atenuando, intensificando, caracterizando, suavizando ou harmonizando características visuais que compõe a imagem pessoal.

Tudo combina com todos. A ideia é valorizar a imagem pelo equilíbrio físico e revelar através da imagem o estilo pessoal, com detalhes que condiz com as mesmas sensações que a personalidade remete, dando coerência no que se ver, e no que a pessoa é. As alternativas disponíveis para compor a imagem pessoal são modeláveis, possibilitando o desenvolvimento de imagens funcionais e personalizada, para atingir determinadas intenções. Conhecendo as informações dos temperamentos, pode-se utilizar, de modo a ter mais alternativas para o desenvolvimento da adequação da Imagem.

FONTE: www.hairbrasil.com – COLUNA DA BELEZA

Rodrigo Banqueri

Visagista/Hair Stylist. Graduado pela Anhembi Morumbi-Visagismo e Terapia Capilar - Pós Graduado pela Oswaldo Cruz-Tricologia Cosmética - SENAC-Hair Stylist .

Leave a Reply